Projeto de engenharia: entenda quais são as etapas para começar - Mais Engenharia - Conhecimento em projetos de edificações.

Projeto de engenharia: entenda quais são as etapas para começar

Está entrando agora no mercado de projetos e ainda não tem os processos bem definidos para dar início ao seu trabalho? Não se preocupe, neste artigo reunimos as principais etapas de um projeto de engenharia para que você entenda como começar da maneira correta, sem deixar de lado nenhuma verificação importante, além de conseguir atender a cada uma das necessidades do seu cliente. 

 

Etapa 1 – Briefing com o cliente 

Briefing com o cliente

Briefing com o cliente

Nesta primeira fase será preciso entender a complexidade da edificação, quais são os requisitos do projeto e, claro, os desejos do cliente. O ideal é levantar um checklist com todas as perguntas que vão fundamentar o seu projeto.

 

Qualquer detalhe esquecido aqui poderá causar prejuízo de tempo ao engenheiro, ou falha de especificação no projeto de engenharia. Pensando nisso, nós preparamos um checklist base para que você utilize com seu cliente e complemente com mais perguntas, se sentir necessidade.

 

 

Etapa 2 – Estudo do terreno 

Estudo do terreno

Estudo do terreno

Agora é hora de visitar e avaliar o local em que a edificação será construída. É preciso reforçar que existem várias características no terreno que impactam diretamente no projeto de engenharia, especialmente nas estruturas.

 

Portanto, é preciso estar atento:

  • Topografia
  • Níveis do solo
  • Interferências naturais
  • Vegetação
  • Luminosidade
  • Ação dos ventos
  • Limites
  • Construções vizinhas 
  • Necessidade de drenagem
  • Altura do lençol freático

 

Vale ressaltar que a análise deve ocorrer sob o ponto de vista presencial, sensorial e da legislação vigente, e deve contar com equipamentos de precisão. Tudo para que o projeto de engenharia seja capaz de antever problemas construtivos e resolvê-los, aliando segurança à forma arquitetônica . 

 

Etapa 3 – Verificação das normas e legislações municipais vigentes 

Verificação das normas e legislações municipais vigentes

Verificação das normas e legislações municipais vigentes

Se você está a frente de um projeto estrutural, de instalações, ou multidisciplinar, deverá estar atento às normas da ABNT BR que regem cada uma das disciplinas de projeto. As diferentes normas, como 6118 para concreto armado, 5410 para as instalações elétricas e 5626 para projetos hidráulicos, estabelecem regras específicas para cada situação e necessidade da edificação.

 

Logo, com base nas informações obtidas no briefing com o cliente, o projetista deverá considerar as prescrições normativas para cada disciplina, de acordo com o porte e complexidade da obra.

 

Além disso, é preciso considerar as legislações vigentes do município em que a edificação estiver localizada. Por exemplo, um projeto de combate a incêndio deve atender às prescrições legislativas do corpo de bombeiros local. Por isso, é fundamental que o projetista as consulte. 

 

banner pos graducao altoqi qisat

Etapa 4 – Arquitetura de base 

Arquitetura de base 

Arquitetura de base 

Antes de realmente colocar a “mão na massa” o estruturalista ou engenheiro de instalações deverá receber o projeto de base. Para a concepção da edificação, o calculista estrutural deverá considerar o projeto arquitetônico e entender as necessidades de cada cômodo, os objetivos propostos pelo arquiteto e os desafios a serem superados.

 

Vale lembrar que a segurança da edificação é primordial. Portanto, nesta fase, é comum que arquiteto e engenheiro façam concessões a respeito da arquitetura proposta, para atender a forma arquitetônica e as necessidades da estrutura. Também são definidas as informações para elaboração dos projetos de instalação elétrica, hidrossanitária, preventivos e infraestruturais. 

 

Etapa 5 – Modelagem, dimensionamento, análise e detalhamento do projeto de engenharia 

Modelagem, dimensionamento, análise e detalhamento do projeto de engenharia 

Modelagem, dimensionamento, análise e detalhamento do projeto de engenharia 

Esta é a fase de concepção do projeto e, consequentemente, a que irá exigir maior tempo do projetista. Aqui, o projeto já escopado, discutido e definido começará a sair do papel, através da modelagem, cálculos, análise e detalhamento refinado de cada elemento do projeto.

 

Esta etapa pode durar meses, ou dias, e essa diferença de tempo pode variar de acordo com a experiência do projetista, porte e complexidade da obra e especialmente da ferramenta que o auxilia a lançar, modelar, calcular e detalhar o projeto. 

 

Por isso é tão importante ter em mãos um software que transmite segurança, dimensionando de acordo com as normas de cada disciplina e garanta mais agilidade para cada uma destas etapas. 

É preciso reforçar que os detalhamentos executivos farão toda a diferença no canteiro de obras. Logo, detalhamentos mais realistas facilitam o entendimento do mestre de obras e evitam dores de cabeça para todos os agentes envolvidos. 

 

Etapa 6: Compatibilização dos projetos 

 

A integração das informações de todas as disciplinas de projeto é uma etapa fundamental para a entrega ao cliente. Essa compatibilização, se feita durante a elaboração do projeto,  é capaz de antever erros que podem ser corrigidos antes de chegar à obra e assim evitar atrasos e custos adicionais. 

 

Etapa bônus: Projeto em BIM 

 

Os projetos colaborativos, elaborados em BIM, requer uma organização diferenciada e um workflow diferente dos tradicionais. Neste caso, os agentes construtivos precisarão definir uma ferramenta eficiente de comunicação, de preferência em nuvem.

 

Desta forma, é possível manter contato com os demais projetistas e profissionais, e entender as atualizações realizadas no projeto de forma simultânea.

 

Ainda restaram dúvidas sobre o workflow de projetos em BIM? Então, convido você a assistir esta palestra gravada em que o Engº. Edvânio Teixeira explica em detalhes como aplicá-lo. 

 

VER PALESTRA

 

 

Se você gostou do material acima leia também