Tecnologia BIM: itens necessários para análise de interferências

Já conferimos no post sobre compatibilização de projetos na construção civil uma comparação entre os processos utilizados na análise de interferências. Essa importante etapa do cronograma de projetos é facilitada com o uso da tecnologia BIM, afinal, é possível realizar tanto a análise baseada no desenho, como também a verificação do cumprimentos de normas, de detalhamentos e elementos paramétricos de cada projeto, pois o BIM une desenho 3D e informação. Ou seja, a modelagem de informação gera um projeto totalmente integrado com intercâmbio de informações entre todas as disciplinas envolvidas.

Para aplicar a tecnologia BIM com sucesso, no entanto, é preciso entender a importância de alguns critérios que conduzem a maneira de trabalhar com o conceito BIM.

Tecnologia BIM: 3 conceitos para compreender sua utilização

1. Avanço da tecnologia da informação

É preciso compreender que o uso da tecnologia BIM requer desde uma boa internet até mecanismos de criação de projetos, compartilhamento de informações e gerenciamento de documentos na nuvem. Hoje, a metodologia BIM permite que eu, do escritório da AltoQi, crie um projeto e o compartilhe na nuvem, por meio de um software especializado. Os outros profissionais que receberem meu arquivo, podem conferir todas as informações e detalhamentos, apenas clicando nos desenhos. A partir daí, os demais projetos podem ser criados simultaneamente.

Com a evolução da tecnologia da informação, portanto, é possível criar e compartilhar projetos e gerenciar todos os documentos relacionados à edificação de forma segura ? pode-se usar criptografia e diversos níveis de acesso aos dados ? e com a garantia de rastreamento dos itens criados e alterados. O trabalho integrado e simultâneo, somado ao alto nível de informação e detalhamento que projetos em BIM possuem facilita e muito a etapa de análise de interferências.

2. Tarefas automatizadas

A compatibilização de projetos realizada com a aplicação da tecnologia BIM já processa automaticamente as alterações em todos os pontos que serão impactados pela mudança. Isso acontece porque, segundo Eastman, o BIM trabalha com elementos paramétricos com diversas informações, o que propicia uma gama de ferramentas de análises, com resultados muito mais precisos para a compatibilização de projetos. Assim, os benefícios englobam odos os envolvidos no ciclo da construção, desde o projeto, a construção até a manutenção.

3. Perfil da equipe e novo workflow

No post sobre aplicação do BIM na construção civil falamos sobre as mudanças no perfil do projetista que quer aplicar o BIM em sua rotina. Especialmente na etapa de análise de interferências, é necessário conhecimento técnico aprofundado sobre os sistemas que utilizam a modelagem de informações e também disponibilidade para integração com outros profissionais. Assim, o profissional que utiliza a tecnologia BIM deve unir conhecimento técnico e prático e habilidades de comunicação e de trabalho em equipe. Isso também vale para o desenho de um novo workflow, que deve abrir caminho para um fluxo de comunicação entre os profissionais e investir mais tempo no planejamento e na compatibilização de projetos na construção civil para garantir uma execução sem retrabalho e atrasos.

Você está preparado para utilizar a tecnologia BIM da criação de projetos à análise de interferências? Compartilhe as suas principais dificuldades e dúvidas nos comentários.

Se você gostou do material acima leia também
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]