Como me destacar num estágio em uma construtora?

Em tempos de um mercado retraído as ofertas de estágio e oportunidades de efetivação após o estágio em uma construtora tornam-se ainda mais escassas. Não dá mais para fazer apenas o que nos é designado sem que o estagiário assuma uma posição mais ativa no aprendizado e engajamento com as atividades.

Na última semana, falamos sobre alguns desafios que enfrentamos em um estágio de engenharia. Neste artigo compartilharei a minha visão de como podemos nos destacar em um estágio em uma construtora seguindo algumas etapas, para garantir o espaço em um mercado de trabalho tão concorrido.

Ter uma visão macro dos processos

Durante minha graduação não fui ensinado a pensar como um empregador ou empreendedor. Fui ensinado apenas – e provavelmente você também – a pensar como empregado de alguém. Fugir dessa limitação é um diferencial de grande valor em um estágio em uma construtora. Essa capacidade expande sua visão profissional e viabiliza perceber gargalos e pensar em soluções eficientes para facilitar processos em todas as esferas da empresa.

Para romper essa visão limitada, devemos pensar como se a construtora em que estamos estagiando nos pertencesse. O que você melhoraria nos processos para melhorar o desempenho das equipes?

Uma boa dica para perceber os possíveis entraves que podem ser superados é montar um “mapa” dos processos, envolvendo todas as etapas e fluxos do trabalho. Identifique como inicia o ciclo do trabalho e qual caminho ele passa até chegar na fase de execução, percebendo qual sua participação nesse processo e os reflexos de suas ações no empreendimento. Após a finalização, procure saber se as expectativas do cliente foram atingidas.

Conhecer e acompanhar as tendências tecnológicas na área

Infelizmente é comum que durante a atuação profissional, os estudos, leituras e atualizações sejam deixados de lado devido ao agitado fluxo de demandas profissionais exigidas durante o exercício da profissão.

Portanto, cabe ao estudante que está fazendo o estágio em uma construtora, e que possui contato direto com a academia, conhecer, estar alinhado e propor o uso de tendências tecnológicas existentes no mercado. Dentre essas tendências, podemos citar temas indispensáveis para conhecer, como: BIM, técnicas de reúso de água, fontes e formas de uso de energias alternativas, renováveis e sustentabilidade das edificações.

A melhor forma de saber sobre tendências é estudar continuamente. Aqui mesmo em nosso blog, você pode achar informações sobres estes assuntos e sua aplicação no mercado, que servem como complemento ou introdução ao assunto. Reitero a importância da leitura através de livros e conteúdos acadêmicos com informações mais específicas.

Identificar e sugerir melhorias nos processos

Para chegar nesta etapa, temos que ter domínio sobre as etapas anteriores. Somente com clareza de informações, base consolidada para sugestões e uma visão ampla dos processos poderemos sugerir melhorias nos processos para alcançar um melhor desempenho no andamento das tarefas.

Precisamos identificar em que pontos estão havendo gargalos de processo, perda de produtividade, desperdícios de materiais ou quaisquer outras restrições que impedem o alcance de maior eficiência no processo construtivo. Muitas dessas restrições estão relacionadas com a comunicação no processo de desenvolvimento e atualização dos projetos, algo crítico quando um projeto é feito sem a adoção do modelo BIM. Por conta disso, ocorrem muitos problemas de incompatibilidade que acabam tendo que ser resolvidos em obra, com falta de comunicação entre os projetistas e demais agentes envolvidos. Essa é uma enorme oportunidade de melhoria, que pode ser bem aproveitada pelo estagiário como um diferencial perante a construtora.

Existem gargalos comuns nos processos?

Existe a possibilidade de não identificarmos claramente os entraves nos fluxos do processo de trabalho, o que não é um problema. Há entraves comuns na construção civil, que podemos notar se estão presentes em nosso estágio em uma construtora.

Utilizar serviços de e-mail para trocar informações, projetos, dados e plantas além de arriscado, é bastante moroso e demanda trabalho operacional. O mercado possui ferramentas convergentes para um gerenciamento mais efetivo de todos os processos envolvidos.

Aliás, o gerenciamento de projetos é um ponto fundamental para facilitar processos, uma vez que engloba, de certa forma, todos os processos envolvidos em um empreendimento. É no gerenciamento de projetos que equipes, orçamento e prazos para entrega do empreendimento são definidos, portanto é vital que a comunicação seja segura e ordenada, para que o gerente de projetos possa perceber e contornar possíveis interferências e circunstâncias que comprometem a execução da obra.

Vale lembrar que toda solução ou decisão tomada durante a execução do empreendimento é mais onerosa do que se fosse realizado durante a fase de projetos. A compatibilização aliás, é uma das bases do BIM e que tem influência direta no orçamento e prazos do empreendimento.

Garantir um papel de importância na construtora

Realizar um estágio em uma construtora, é um momento natural de aprendizagem profissional, mas também é uma oportunidade para o estagiário contribuir efetivamente no aperfeiçoamento da empresa como um todo, saindo do senso comum de realizar apenas o que nos é solicitado. Assim, nos tornamos relevantes no grupo e aumentamos nossa chance de efetivação.

Propor melhorias na comunicação entre os envolvidos em um empreendimento e no gerenciamento dos projetos é uma ocasião favorável para mostrar nossa capacidade profissional de fazer além do comum.

Na próxima semana, vou responder porquê uma ferramenta de gestão de projetos é importante em uma construtora. Até lá.

Se você gostou do material acima leia também