Engenheiro projetista: 7 conselhos para fortalecer sua carreira

Fazer projetos com alto desempenho é o objetivo de todo engenheiro projetista. E se me questionassem se há uma dificuldade comum aos projetistas, eu responderia que é cumprir os prazos de entrega preestabelecidos.

Essa minha visão foi reforçada quando, através de conversas que tive com colegas de profissão, percebi que não é incomum que o engenheiro projetista receie trabalhar em um projeto por não ter certeza que conseguirá cumprir o prazo preestabelecido ou ainda por não possuir domínio técnico pleno para atender a demanda do contratante.

E é justamente nesse cenário que inicio com alguns conselhos para fortalecer sua carreira como engenheiro projetista:

Evite dar respostas negativas para seu contratante

Evidentemente que não devemos mentir sobre nossas capacidades, porém, uma alternativa viável quando não houver domínio pleno sobre a atividade solicitada ou for especificado um prazo muito apertado, é solucionar esses impasses aplicando a estratégia de um consultor ou consultoria apropriada para lhe auxiliar nessas problemáticas.

Essa ação é bastante comum em outras áreas como design e programação, e tem se mostrado benéfica para um crescimento profissional conjunto. Por isso, quando você não tiver certeza se domina determinada situação, considere a contratação de consultoria e inclua essa opção na proposta para seu cliente, ele vai entender que você considera diversas formas de solução. Como diretriz, tenha em mente que para a sua imagem perante ao mercado, é melhor oferecer uma proposta com custo elevado e esta ser recusada, do que você se declarar não competente ou desinteressado em atender o cliente naquela questão.

Estabeleça a forma de comunicação com seu cliente

A comunicação com o cliente é fundamental para a manutenção sua imagem profissional no mercado, por isso este ponto exige prudência. O primeiro passo é o engenheiro projetista combinar com o cliente os meios de comunicação e determinar o tempo de resposta.

A tecnologia proporciona inúmeros canais possíveis de interação, mas tenha em mente que você deve manter uma comunicação profissional, portanto, evite utilizar seu perfil pessoal para assuntos profissionais, por exemplo. Escolher sabiamente seu endereço de e-mail também é um cuidado a ser tomado. Evite siglas e diminutivos e se possível utilize o nome da sua empresa, para agregar representabilidade e identidade. Vale o mesmo cuidado para número do telefone profissional e endereço do site do escritório, entre outros casos.

É interessante ter outros canais de comunicação além do e-mail, como perfis profissionais em redes sociais ou aplicativos para troca de mensagens, no entanto, é imprescindível que o profissional e o cliente estejam alinhados quanto ao prazo para resposta, a fim de evitar aborrecimentos. Popularmente, esses aplicativos são considerados como mecanismos de resposta imediata, mas interromper as atividades para responder instantaneamente às solicitações, interfere diretamente na qualidade do trabalho. Deixe isso claro com seu cliente.

Respeite o tempo de resposta

Seja por aplicativos ou através de e-mail é fundamental que você responda seu cliente dentro do prazo preestabelecido.

Uma dica é centralizar as respostas em um único lugar, que seja convergente e manter o monitoramento, pois um canal não monitorado pode ser pior que não possuir este mesmo canal. Vale lembrar que os possíveis danos causados por um monitoramento deficiente de um canal de comunicação, não estão atrelados apenas aos clientes que estão com projetos em andamento.

Novos clientes quando não tem suas solicitações respondidas dentro de um prazo aceitável, procuram outro profissional e propagam a informação que não houve interesse do prestador do serviço em atender a demanda. Isso gera uma publicidade altamente negativa e com poder de difusão, prejudicando sua imagem profissional.

Por isso, é importante que toda conversa seja fluida, para evitar o sentimento de abandono do cliente. Além disso, é conveniente manter registros de conversas, para evitar ou solucionar possíveis divergências.

Estude sobre ferramentas que facilitam a gestão

Há uma infinidade de aplicativos e programas gratuitos que facilitam o controle de trabalho do engenheiro projetista. É importante que você tenha clareza no progresso do seu trabalho, tempo investido em cada projeto e sua evolução, e fazer isto manualmente ou através de planilhas é extremamente moroso. Os sistemas de quadros virtuais para gerenciamento de tarefas tornam mais clara o andamento e tempo investido em cada etapa.

Utilizar as agendas virtuais – como o google agenda – integradas com seu e-mail também é uma ação que facilita sua gestão profissional. Disponibilizar seus arquivos em locais de armazenamento em nuvem é uma boa opção para facilitar a interação com seu cliente, uma vez que permitem que você compartilhe o link de acesso e as permissões de cada usuário, o que evita os transtornos de envio de documentos por e-mail, como ter que reduzir o tamanho do documento ou não saber se a pessoa acessou o anexo.

Importe-se com sua infraestrutura

Quando estamos iniciando na profissão de engenheiro projetista, é comum transformarmos um cômodo da casa em nosso escritório. No entanto, possuir um espaço para receber clientes e realizar reuniões é um fator que dá credibilidade ao projetista e pode ser determinante para contratação de um projeto.

Alugar salas comerciais por hora para se reunir ou apresentar sua proposta é uma estratégia que pode ser adotada. Outro fator implícito de possuir seu espaço é você apresentar sua proposta dentro da sua zona de conforto, o que traz segurança.

Imagine a seguinte situação, você combina de apresentar sua proposta no escritório do cliente, prepara sua demonstração e equipamentos e quando chega no local, percebe que não há tomadas livres, espaço para utilizá-las ou que nem todos poderão ter uma boa visão da apresentação. Ou ainda, ao utilizar o equipamento do cliente, você percebe que ele não tem o programa que abre a extensão do arquivo que você salvou. Há também o risco de abrir o arquivo, porém, desformatado. Essas situações, além de constrangedoras, abalam a confiança do engenheiro projetista.

Por isso, ter um espaço em que você se sinta seguro e possa se precaver de situações inesperadas é um diferencial para repassar uma boa imagem ao mercado.

Possua equipamentos condizentes com suas ferramentas

Softwares para concepção de projetos são um investimento indispensável. No entanto, esses sistemas exigem computadores com configurações que permitam a utilização fluída dessas ferramentas. Por isso, considere investir continuamente em sua infraestrutura tecnológica para permitir trabalhar em projetos mais complexos.

Conhecer softwares que interagem entre si – como o Eberick, QiBuilder e o Solibri – e as possibilidades dessa interação, é um item que pode enriquecer a qualidade de sua apresentação do projeto, que também é determinante para escolha. Vale ressaltar o quanto é benéfico caprichar na apresentação do seu projeto, que deve, preferencialmente ser entregue para seu cliente em formato .pdf .

Zele por sua imagem profissional

Todos os conselhos escritos anteriormente tem o mesmo intuito: fortalecer sua carreira como engenheiro projetista. É essencial que você seja reconhecido no mercado por sua idoneidade, capacidade e seriedade com seu cliente. Possuir um contrato padrão, com cláusulas que funcionam como prevenção e mediador de possíveis pontos de conflito é apropriado e louvável.

Como conselho geral, cuide com sua infraestrutura tecnológica, física e profissional para ganhar reconhecimento e sucesso. No próximo artigo, vou falar sobre certificados de proficiência e a importância de ser reconhecido no mercado. Até lá.

Se você gostou do material acima leia também