Lista de programas para aprender durante a graduação de engenharia civil

Lista de programas para aprender durante a graduação de engenharia civil

Atualmente, há software disponível para quase todas as tarefas de engenharia civil e é quase inimaginável trabalhar sem eles na vida profissional. Assim, parte do aprendizado que temos que adquirir durante a graduação é justamente nos principais programas das áreas de interesse.

Neste Post serão apresentados alguns dos programas voltados à área de projetos de edificações que devemos procurar aprender e, se possível, dominar durante a graduação. Seu estudo oportuno, paralelo ao aprendizado das disciplinas, irá auxiliar no processo de formação e trazer experiência prática através da simulação de exemplos que são adotados em sala de aula.
O ideal é que você faça esse aprendizado de acordo com o estágio de desenvolvimento de seu curso e, por esta razão, vou procurar relacionar o período do curso ao software correspondente.

1. Programa para desenho 2D e 3D

O primeiro programa que você precisa aprender é o CAD 2D, pois praticamente tudo o que se utiliza em projeto começa ou termina em uma visão 2D. O aprendizado do CAD independe de quaisquer conhecimentos de engenharia civil aplicada e depende somente da matemática. Logo, você pode reservar o primeiro ano de graduação para aprender um CAD 2D. Quando já tiver bastante domínio da parte em 2D poderá começar a aprender a parte de desenho em 3D, cujo objetivo é dar a você a base para modelar as edificações em modelos tridimensionais e se preparar para projetar segundo o modelo BIM – Building Information Modeling. Os programas mais conhecidos para desenho em 2D e 3D são o AutoDesk Revit e o ArchiCAD, embora o aprendizado dos conceitos de CAD independem do programa, de forma que você também poderia escolher outras opções de mercado.

2. Programas para análise estrutural.

A partir do terceiro ano de graduação você começa a estudar resistência dos materiais e análise estrutural. Nesse momento, é fundamental aprender a utilizar programas de análise que permitirão que você estude o comportamento da estrutura (esforços e deslocamentos) sob diferentes carregamentos, rigidezes dos elementos, vinculações, modelos de análise, entre outros aspectos. Você poderá começar modelando estruturas planas simples e depois evoluir para estruturas espaciais, mas sempre com o foco em desenvolver sua sensibilidade ao comportamento da estrutura frente às variáveis envolvidas. Você pode usar programas tradicionais, como o SAP 2000 e Ansys, que são programas comerciais baseados em elementos finitos ou também utilizar o F-Tool, um excepcional programa free desenvolvido na PUC-RJ, que será muito útil para você fazer seus estudos.

Experimente gratuitamente o software para cálculo estrutural mais utilizado no Brasil

3. Programas para Instalações Prediais.

Entre o terceiro e o quarto ano de engenharia civil você começa a ter contato com as disciplinas de projetos complementares, nas áreas de instalações hidrossanitárias e elétricas e, nesse momento, é a oportunidade para aprender também a manipular programas dessa área de atuação. Isso é importante porque o conceito moderno de projeto que envolve o BIM pressupõe que os projetos são desenvolvidos de maneira integrada, compatibilizando a arquitetura, estrutura e instalações ainda na fase de projeto. Assim, o programa que você precisa aprender já tem que estar alinhado com esses conceitos. A melhor solução para isso é o QiBuilder, um pacote de programas da AltoQi que funciona de modo integrado para projetos hidrossanitários, elétricos, de combate a incêndio, SPDA, gás predial e alvenaria estrutural. O QiBuilder permite que você modele toda a estrutura já integrada e ainda permite que você exporte esse modelo para ser compatibilizados com os demais programas em formato IFC.

banner-curso-concreto-armado-concepcao-e-modelagem-de-estruturas

4. Programas para projeto de estruturas de concreto.

Quando você chega no quarto ano de engenharia normalmente já cursou as principais disciplinas de análise estrutural e concreto e, já tendo estudado programas de análise estrutural pura, está pronto para começar a aprender a usar um programa profissional de projeto estrutural. Essa preparação é importante para que você saiba interpretar os resultados gerados pelos programas, os quais tem uma quantidade enorme de parâmetros necessários para serem definidos e interpretados. Há algumas opções de programas no mercado, mas sem dúvida a solução mais indicada para você é o AltoQi Eberick, que é um programa muito completo, mas acima de tudo, o mais fácil de usar dentre todas as opções. Além disso, o programa tem grande quantidade de material de apoio, como tutoriais, artigos técnicos (faq.altoqi.com.br) e cursos (www.qisat.com.br), o que poderá ser fundamental para seu aprendizado. Além disso, o Eberick V10 Next também permite que você exporte o modelo tridimensional da estrutura no formato IFC e fazer a compatibilização com os demais projetos.

5. Programas para compatibilização de projetos.

Depois de ter aprendido os programas em todas as áreas de projeto chegou a hora de compatibilizar todos os sistemas em um único ambiente e entender o conceito atual de projetos integrados com o modelo BIM. Para isso, poderá utilizar programas como Solibri Model Checker, que são capazes de importar e sobrepor os modelos gerados nos diferentes programas, a fim de compatibilizar as soluções, evitando futuros problemas em obras. Há ainda outros programas como o Navisworks, que além de fazer a compatibilização permitem que você faça o planejamento da obra ao longo do tempo, o que também é uma habilidade muito interessante de ser desenvolvida.

Agora que você já sabe como poderá seguir, planeje suas atividades e inclua o aprendizado desses programas em alguns intervalos livres durante a sua formação na engenharia civil. Lembre-se que adquirir proficiência nesses programas é um grande diferencial competitivo no momento de sua entrada no mercado de trabalho.

Faça o download da versão demonstrativa do software estrutural e veja como ele ajudará você na automatização da elaboração de projetos.

Se você gostou do material acima leia também
[CDATA[ */ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ */ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d