Projeto de concreto armado: qualidade x prazo

Os desafios dos engenheiros especializados em projeto de concreto armado sempre foram muito claros: garantir a estabilidade da estrutura, não permitindo a ocorrência de fissuração ou de deformações excessivas nos elementos; projetar uma estrutura com a durabilidade adequada à sua finalidade; cuidar da interação harmoniosa com outros projetos e, ainda, garantir uma estrutura mais econômica possível.

Como garantir a qualidade do projeto?

Um projeto estrutural com qualidade profissional deve englobar, na medida do possível, os itens citados anteriormente. Para isso, durante a fase de execução da obra, o projeto de concreto armado deve estar com todos os seus elementos estruturais e suas conexões muito bem detalhadas, de modo que não haja dúvidas no canteiro de obras. Detalhes completos com informações de posicionamento das armaduras, comprimentos, quantidades, diâmetros e espaçamentos que permitam uma concretagem adequada garantem ao projeto estrutural o caráter de “manual de instruções” para execução da estrutura.

Tendências do mercado

Os desafios atuais para quem trabalha com projeto de concreto armado são enormes. As exigências dos clientes associadas a arquiteturas cada vez mais arrojadas acabam por definir vãos cada vez maiores, edificações cada vez mais altas, estruturas cada vez mais esbeltas. Com isso, há necessidade de se buscar novas metodologias construtivas (tipologias de lajes, pré-moldados, estruturas protendidas, etc).

Outro aspecto atual na construção civil é a exigência crescente por execuções de obras rápidas e com cronogramas muito enxutos e apertados. Não resta dúvida, portanto, que quanto mais completo e claro for o detalhamento das peças estruturais do projeto, menos dúvidas e desperdícios surgirão durante a execução e será maior a otimização do tempo de execução da estrutura. Esse detalhamento, no entanto, exige dedicação do projetista. Assim, este cenário de prazos curtos acaba sendo desfavorável ao projetista da estrutura, que acaba pressionado excessivamente para entregar um projeto eficaz em tempo exíguo, não tendo a oportunidade de emitir um trabalho com qualidade superior.

Neste contexto atual e tendência para o futuro, surge uma preocupação: como estão sendo formados os futuros engenheiros? Será que todos estes aspectos de detalhamento e qualidade do projeto de concreto armado estão sendo abordados de forma completa e prática nos cursos de graduação e pós-graduação? A resposta é: infelizmente não! Pelo menos, em sua maioria. É necessário então que os profissionais atuantes e os futuros se atentem a estas exigências contemporâneas de projeto e conheçam a fundo o conteúdo da norma NBR 15.575:2013 – Edificações Habitacionais – Desempenho que trata das exigências de desempenho mínimas de uma edificação residencial como desempenho lumínico, térmico, acústico, antropodinâmico e é claro, estrutural. Norma esta que deve ser seguida obrigatoriamente e que, sem dúvida, seus requisitos só podem ser alcançados se houver projeto bem elaborado e bem detalhado.

Se você gostou do material acima leia também