Por que ferramentas ajudam a elaborar projetos hidrossanitários melhores?

Dentro do universo de engenharia, há três formas mais comuns de elaborar projetos hidrossanitários.

Cada uma dessas maneiras de fazer projetos hidrossanitários apresentam uma demanda de tempo diferente para ser realizada. A forma manual é muito mais lenta que aquelas com o auxílio de tecnologia, que acaba reduzindo as tarefas manuais de desenho e economizando tempo do engenheiro. Abaixo, falaremos das três formas:

Manual.

O processo manual é o que mais demanda tempo do profissional. Antigamente, os desenhos dos projetos hidrossanitários eram feitos à caneta nanquim e papel vegetal, processo que não faz mais sentido quando se fala em competitividade. Os cálculos eram efetuados com auxílio de calculadoras.

Esse método, além de ser muito mais trabalhoso, requer um trabalho considerável em casos de necessidade de correção ou ajuste. Imagine que, por uma modificação no projeto, o profissional precisava redesenhar tudo à mão novamente.

Manual com auxílio de ferramentas de CAD e planilha eletrônicas.

Ferramentas de CAD são específicas para a elaboração de desenhos, deixando a parte de cálculos para planilhas eletrônicas. Embora um software de desenho deixe o processo mais ágil que o anterior, ainda é necessário realizar todos os desenhos em planta e na sequência, por exemplo, redesenhá-los nos detalhes. O problema é que, mesmo utilizando essa ferramenta de CAD e planilha, o projetista precisa redesenhar a planta quando uma alteração é necessária e alterar os valores da planilha. É importante saber que o CAD não gera detalhes isométrico e de corte automaticamente.

Com software especializado em elaboração de projetos.

Esse tipo de software dá ao usuário uma grande diversidade de opções relacionadas a geração de desenhos e dimensionamento. As melhores soluções do mercado têm diversos recursos que ajudam a aumentar a qualidade dos projetos hidrossanitários. Entre esses recursos, podemos destacar:

Lançamento automático das redes hidráulicas e sanitárias.

O usuário tem um esquema cadastrado de lançamento (considerando condutos, peças de utilização como vasos, lavatórios, chuveiros) e apenas define a posição deles no desenho. Depois disso, o programa lança automaticamente as tubulações, registros e demais peças hidráulicas.

Dimensionamento e detalhamento automático das unidades de tratamento.

Apenas definindo informações como número de habitantes, temperatura do ambiente entre outros dados, é possível obter o detalhamento e dimensionamento automático de unidades de tratamento tais como, tanque séptico, sumidouro, filtro anaeróbio, vala de filtração e vala de infiltração.

Cálculo das pressões.

O resultado dos cálculos podem ser obtidos de todas as conexões, tornando as planilhas de pressões bem detalhadas. Além disso, todos os dimensionamentos do software devem ser baseados na NBR.

Com um software para elaborar projetos hidrossanitários, você ainda pode gerenciar melhor todos os arquivos de seu projeto. Como escolher o software? Acreditamos que a melhor forma é pesquisando mais sobre eles e falando com usuários que já adotaram determinada solução.

Podemos ajudá-lo a escolher um software adequado para a elaboração dos seus projetos hidrossanitários.

Se você gostou do material acima leia também