Perspectivas do BIM para 2024 - Mais Engenharia - Conhecimento em projetos de edificações.

Perspectivas do BIM para 2024

Esse é o ano do BIM. Você já deve ter ouvido isso antes, mas, como Presidente do BIM Fórum Brasil e Diretor de portfólio da AltoQi, tenho a convicção de que 2024 marca um momento de avanço para o BIM, por diversos fatores.

Neste artigo, reuni eventos que participei e movimentos do setor da construção civil que me fazem acreditar que 2024 é o ano do BIM.

Estratégia BIM BR  

Desde o ano passado, venho trabalhando em conjunto com o BIM Fórum Brasil para apoiar o Governo Federal na retomada da Estratégia BIM BR 

Em maio de 2023, durante o BIM Fórum Conference, tivemos o anúncio da retomada da Estratégia BIM BR e de lá para cá, muitas reuniões foram feitas com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). 

O BIM Fórum elaborou, junto com a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) e várias entidades do setor da Construção civil, um Manifesto de apoio para a Estratégia BIM BR que entreguei ao Ministro e Vice-Presidente da República Geraldo Alckmin, durante o ENIC (Encontro Nacional da Indústria da Construção) que aconteceu em Brasília, em dezembro de 2023. 

rodrigo koerich vice presidente geraldo alckimin e autoridades seguram manifesto de apoio a estrategia bim br, 97º enic escrito ao fundo Crédito: BIM Fórum Brasil

Dia 22 de janeiro deste ano, participei da cerimônia de lançamento da Nova Política Industrial no Palácio do Planalto, ocasião em que foi assinado o Decreto 11.888/2024 que institui a Nova Estratégia BIM BR. 

A Nova Estratégia BIM BR é muito importante para o Brasil porque abre a possibilidade de atualização da antiga Estratégia para um novo cenário, já completamente diferente daquele de 2018. Além disso, reforça o compromisso que o Brasil está tendo de adoção do BIM como política pública. Também abre a possibilidade de o governo impulsionar o BIM através de um conjunto de ações, medidas e projetos que, de forma estruturada, vão gerar resultados esperados para que o BIM aconteça no Brasil.  

Os trabalhos da Nova Estratégia devem iniciar no mês de abril, com a primeira reunião do Comitê Gestor BIM e a contratação de um consultor para condução dos trabalhos, com a participação de especialistas técnicos e um grupo de apoio técnico. 

Lei 14.133/21 – Lei de Licitações 

No final de 2023 a Lei 14.133/2021, a Lei de Licitações, entrou em vigor em sua íntegra, passando a ser o instrumento referência para contratação pública. No caso das construções, o artigo 19 parágrafo 3º prevê que: 

Nas licitações de obras e serviços de engenharia e arquitetura, sempre que adequada ao objeto da licitação, será preferencialmente adotada a Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modelling - BIM) ou tecnologias e processos integrados similares ou mais avançados que venham a substitui-la.”  

Com base nesse artigo, os órgãos de controle entendem que “uso preferencial” deve ser o padrão a ser adotado e que não usar o BIM precisaria ser justificado. Ou seja, este é um aspecto relevante para impulsionar o uso do BIM na administração pública. 

Contexto e ações políticas 

Além do Decreto 11.888/2024 e da Lei 14133/2021, várias ações também estão sendo tomadas pelo Governo. Um exemplo disso é que o Novo PAC, em especial, o Programa Minha Casa, Minha Vida priorizou e recomendou a adoção do BIM dentro das suas obras.  

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) também lançou recentemente a Estratégia FNDE de adoção do BIM. O FNDE é responsável por quase todos os recursos que são repassados a estados e municípios dentro da área de educação, para reformas e construção de novas escolas e creches. Com isso, o FNDE dá exemplo de que a adoção do BIM traz benefícios, redução de aditivos e de prazos de construção, maior qualidade de construção e economia, permitindo que com os mesmos recursos sejam construídas mais obras para a sociedade. 

Também tivemos no ano passado, o lançamento da Frente Parlamentar do BIM, com a liderança do Deputado Federal Julio Lopes (PP-RJ) e mais de 200 parlamentares no Congresso Nacional que formam essa Frente. Trata-se de um apoio muito relevante para a revisão do aparato legal necessário para a contratação de BIM no Brasil.  

 

Órgãos e entidades participantes 

O trabalho que venho liderando, junto com todo o grupo que compõe o BIM Fórum Brasil, não se restringe apenas junto ao governo, mas também com as diversas entidades representativas do setor da construção civil.  

Um exemplo disso são as articulações com o SENAI e SEBRAE, que são órgãos muito importantes, com capilaridade nacional e absolutamente comprometidos com a adoção do BIM.  

Também tivemos aproximação importante com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-BR) com o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, o (CONFEA), além dos CREAs e CAUs regionais. A proximidade com os Conselhos profissionais nos permite desenvolver ações e projetos focados na difusão e da adoção do BIM com os profissionais de todo o Brasil.  

Portanto, existe hoje no Brasil uma forte conscientização da importância da adoção do BIM não só como política pública, mas como política de desenvolvimento, tanto por parte das entidades como do Governo.  

É preciso reconhecer também que a iniciativa privada vem tendo avanço na percepção da importância do BIM e um grande aumento de sua adoção nas obras privadas.  

 

Cenário favorável 

Então, se considerarmos a prioridade que o governo vem dando ao BIM através dos seus projetos, programas, Leis e Decretos, e considerarmos que entidades nacionais também vêm dando prioridade para adoção do BIM, aliado ao crescimento do mercado, nós temos um cenário muito favorável. 

Esse movimento contribui muito para que o Brasil avance na adoção do BIM. Claro que o avanço do BIM também depende do uso de tecnologias. É nesse sentido que a AltoQi vem desde 2018 reestruturando o seu portfólio de produtos, para não apenas oferecer soluções de projeto, mas também soluções para gestão da construção 

Nesse caminho, nós recentemente transformamos o Visus, que era um software para o orçamento e planejamento 5D e 4D, na Plataforma Visus, uma solução para Gestão Digital de Empreendimentos (Digital Construction Management). E esse produto será lançado na Feicon de 2024, a partir do mês de abril.  

Vejam que o mercado vem se preparando e se desenvolvendo, com cada vez mais instrumentos jurídicos legais para fazer essa transformação digital. 

 

buildingSMART International e buildingSMART Brasil 

Todo esse movimento da adoção do BIM, também tem uma conexão muito forte com o que está acontecendo fora do Brasil. Os países nórdicos foram pioneiros na adoção do BIM e foram seguidos por vários outros, como o Reino Unido, Estados Unidos, alguns países da Ásia, mas o Brasil vem empenhando esforços no sentido de promover, desenvolver e aplicar as boas práticas internacionais.  

Através do BIM Fórum Brasil, também estamos nos conectando com o que há de melhor em termos de BIM no mundo. E hoje o Brasil tem um Chapter da buildingSMART International, que é a entidade que desenvolve os padrões, formatos e boas práticas sob o conceito openBIM ao redor do mundo. 

comitiva brasileira em evento da building smart em frente a painel escrito building smart e próximo a painel com simbolo e nome IFCCrédito: BIM Fórum Brasil

E conseguimos não apenas trazer as boas práticas dos outros países mais avançados para o Brasil, como também podemos levar as nossas perspectivas, as nossas demandas e as nossas características para esse fórum global. Hoje nós temos uma representatividade institucional Internacional bastante relevante, através de nossa participação em eventos internacionais. 

Estamos sempre em contato com diversas ações, projetos que estão sendo feitos também em outros países. Isso nos fortalece, ajuda o Brasil a ficar mais conectado com essas boas práticas e inserir o nosso mercado, os nossos produtos e serviços, nossos profissionais de um modo geral, de forma competitiva nesse mercado Internacional.  

Fabricantes e Construtoras e incorporadoras 

O ecossistema da construção civil é um ecossistema complexo, com muitos agentes. Nesse ecossistema está o governo, entidades públicas, construtoras, incorporadoras, empresas de tecnologia, os profissionais, as instituições de ensino, mas não podemos esquecer dos fabricantes.  

O avanço do BIM também depende muito da sensibilização dos fabricantes de materiais e insumos de construção, que precisam também modernizar os seus produtos de forma a entregá-los em formato aberto openBIM, como objetos BIM. Então é fundamental também que você que atua dentro de uma indústria ou é representante de um fabricante, junte-se conosco e faça essa transformação digital.  

Seus produtos precisam ser digitais no formato openBIM para que o mercado possa consumir, de forma organizada e com informações estruturadas, através dos softwares modeladores e softwares de projetos, as informações e as características de performance dos seus produtos e, com isso, obter os melhores resultados do BIM.  

BIM e oportunidade de negócio 

Em todo esse contexto de transformação digital com a adoção do BIM, o demandante público ou privado, Governo, construtoras e incorporadoras, na figura dos seus gestores, é um dos principais beneficiados. Por isso, para você que é dono de construtora, incorporadora, que ainda não percebeu o exato valor do BIM, quero te convidar a repensar isso, investir um pouco do seu tempo e entender melhor os tantos benefícios que o BIM pode trazer para o seu negócio.  

Em pouco tempo, a digitalização da construção vai ser tão disruptiva que tudo aquilo que o setor da construção civil está acostumado, com a forma de construir, de fazer a gestão dos empreendimentos vai mudar, porque a gestão do empreendimento feito em BIM permite que tenhamos informações muito mais precisas, na ponta dos dedos. 

São informações que ajudam na tomada de decisão, que ajudam a escolher entre um produto A ou B, entre um serviço A ou B, entre uma alternativa A ou B. Isso muda diretamente o custo, a performance do seu negócio, inclusive do ponto de vista comercial.  

É preciso entender essa mudança, abrir-se para entender essas novas tecnologias e buscar alternativas de como transformar o BIM em uma grande oportunidade para o seu negócio.  

O meu convite é para que você acompanhe nossas publicações no Blog da AltoQi, conecte-se comigo no LinkedIn e na Bilds, e faça parte dessa transformação da construção.  

 

 

Se você gostou do material acima leia também

A AltoQi
Suporte
Nossas redes sociais
Logo AltoQi
Copyright ©️ 2022 AltoQi - A Tecnologia da Construção.
x